Francisco Maia & Associados
   

Riviera Paulista

Remonta ao já longínquo ano de 1979 início de um dos mais bem sucedidos empreendimentos imobiliários no país, situado doze quilômetros após a entrada do município de Bertioga, no limite entre o Litoral Sul e o Litoral Norte, que ganhou o sugestivo nome de Riviera de São Lourenço.

As obras de infra-estrutura do ambicioso empreendimento compreenderam a instalação de 60 quilômetros de tubulações para a rede de distribuição de água potável e esgotamento de esgoto, além de abertura de 64 quilômetros de ruas.

Naquela época distante, os empreendedores reconheceram que tiveram dificuldade em atrair investidores dispostos a encampar a construção de edifícios e os empréstimos bancários se mostraram escassos, razão pela qual o primeiro lançamento residencial no local somente ocorreu em 1985, seis anos após o lançamento do loteamento.

Atualmente a Riviera de São Lourenço é um bairro do município de Bertioga, entretanto, no aspecto prático, funciona sob a modalidade de um condomínio fechado, o que transforma o local em um dos mais seguros do litoral paulista, fator que pesa na escolha dos compradores.

Outro fator de sucesso é a proximidade da capital paulista, da qual distancia aproximadamente 130 quilômetros, o que permite um deslocamento rápido, de aproximadamente uma hora e meia, enquanto de Maresias, outro balneário badalado do litoral do estado, situado na vizinha São Sebastião, este percurso não dura menos que três horas.

Para atender às necessidades dos usuários, surgiu uma entidade denominada Associação dos Amigos da Riviera de São Lourenço, cuja finalidade é a administração dos serviços locais, como a limpeza, poda de árvores, pavimentação de ruas e calçadas e, principalmente a segurança do local.

Contando com um corpo de 400 funcionários, onde metade cuida exclusivamente da vigilância, a Associação possui ainda câmeras de monitoramento, que acompanham não só as ruas, como também as praias, além de administrar todo o sistema de distribuição de águas e coleta de esgotos.

Com nove quilômetros quadrados, a Riviera ocupa apenas algo em torno de 2,0% dos 482 quilômetros quadrados do município de Bertioga, entretanto, dos 47.000 terrenos e residências existentes na cidade, cerca de 14.000 situam-se no condomínio, o que garante à administração municipal 43,00% de sua receita com IPTU.

Das residências existentes, representadas por 2.255 casas e 6.878 apartamentos, somente 104 proprietários possuem residência permanente no local, mas todos os finais de semana aproximadamente 2.000 são ocupadas, sendo que o valor de venda supera 1 milhão de dólares.

Por tudo isso, a criação do condomínio foi acompanhada de uma acirrada discussão de natureza ambiental, existindo no momento discussões referentes a desmatamento irregular e a captação de água, entretanto, mesmo os ambientalistas reconhecem que is danos foram minimizados durante a ocupação dos espaços, e diante da notória devastação ocorrida ao largo de nosso litoral, a Riviera não deixa de ser um exemplo.

 

 

Belo Horizonte
Rua Congonhas, 494 -Santo Antonio
CEP 30330-100 Telefone: (31)3281.4030
email: geral@precisaoconsultoria.com.br