Francisco Maia & Associados
   

Residência para idosos

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a tendência da pirâmide etária brasileira é nos próximos trinta anos a população brasileira com mais de 60 anos ser três vezes superior ao número de pessoas nesta situação existente em 2010, sendo que já em 2030 este será superior ao número de crianças com idade de 0 a 14 anos.

Além deste fato, a evolução da medicina tem propiciado não só o aumento na expectativa de vida, como também uma significativa melhora na qualidade de vida, de modo que hoje mais de 85% do público com mais de 60 anos possuem vida ativa, com controle das próprias finanças, sobretudo nas tomadas de decisão na hora da compra.

Por esta razão, já existem inclusive empresas de consultoria de marketing especializada no consumidor sênior, como a Hype60+ em São Paulo, que afirmam que este pode ser considerado como um novo e poderoso nicho de mercado, e em menos de 10 anos deverá ser considerado como o próprio mercado, tornando-se fundamental conhecer o comportamento e as necessidades dos maduros, essencial para empresas que almejam esta nova economia, entre as quais, não pode ficar de fora o mercado imobiliário.

Neste sentido, tradicionalmente quando se trata de imóveis destinados a pessoas de maior idade, preocupa-se quase que exclusivamente com o planejamento ou a adaptação dos ambientes residenciais com objetivo de promover independência e a autonomia do morador em face de eventuais necessidades de assistência ou em função da diminuição das capacidades físicas e sensoriais, que diminuem com o passar do tempo, adotando-se medidas tais como a instalação de portas mais largas, barras de apoio nos banheiros, tomadas mais baixas e acessos externos facilitados, sem a existência de ressaltos no piso, que são alguns dos cuidados que grande parte das construtoras estão adotando nos novos empreendimentos, sempre visando garantir a segurança e mobilidade do idoso.

Porém faz-se necessário pensar além da visão tradicional, tendo em vista principalmente o estilo de vida, os interesses e o potencial aquisitivo desta nova faixa etária, de modo que além da adaptação, a localização e cuidados específicos com a arquitetura se mostram como decisórios para a compra destes imóveis.

Em relação à localização, para muitos destes consumidores a proximidade dos filhos e netos é fundamental para manter o relacionamento diário, logo, há uma preferência para que a residência se situe próxima a centros comerciais ou de saúde, o que na maioria das cidades também indica estar próxima a escolas ou locais de trabalho dos filhos, facilitando eventual assistência que se faça necessária. Ao mesmo tempo, o acesso fácil a serviços como supermercados, drogarias e até centros comerciais é desejável na hora de compra, porque permite que o idoso mantenha sua independência e autonomia.

Quanto à arquitetura, os novos projetos devem considerar ainda que pessoas de mais idade normalmente tendem a acumular muitos pertences pessoais, de forma a prever a otimização do espaço, prestigiando o conforto do morador principal, assim, por exemplo, quartos amplos, claros e arejados, onde muitas vezes se passa a maior parte do tempo, com closets integrados, se mostram  mais interessantes para estes consumidores do que a duplicidade de quartos de visita ou escritório, que terão uso eventual.

No mesmo sentido, áreas comuns dos empreendimentos com infraestrutura de serviços de assistência e lazer, bem como aquelas que forneçam espaços compartilhados e atividades para pessoas de terceira idade figuram como um diferencial a estes consumidores.

Diante dessa inequívoca realidade as incorporadoras, assim como os demais agentes do mercado, devem estar atentos às mudanças dos costumes que vem ocorrendo com o envelhecimento da população, procurando idealizar o lançamento de produtos e imóveis que se adequem a este novo consumidor e que não atendam aos anseios deste  mercado que aumenta a cada dia.

 

Belo Horizonte
Rua Congonhas, 494 -Santo Antonio
CEP 30330-100 Telefone: (31)3281.4030
email: geral@precisaoconsultoria.com.br