Francisco Maia & Associados
   

Locações para executivos

Uma das novas realidades as quais fomos apresentados nos últimos anos, consiste no fluxo cada vez mais acentuado de inteligência, ou seja, profissionais competentes, pró-ativos, singulares, enfim, diferenciados, que se dirigem aos grandes centros urbanos do país, na esteira do crescimento econômico, que agora espera-se tornar ainda maior, com o tão sonhado “grau de investimento” atingido pelo Brasil.

Profissionais das mais diversas áreas têm sido inseridos nesta realidade, e o mundo dos negócios, como não poderia deixar de ser, está sujeito a esta dinâmica com enorme intensidade, especialmente em decorrência do nível de exigência e das necessidades que essas pessoas requerem das cidades onde se destinam.

Uma das primeiras, senão a principal, é o arranjo de moradias em seus novos locais de trabalho, sendo este por tempo pré-determinado ou com período de tempo em aberto, cuja busca de tais imóveis, que em geral ocorre por locação, vem contribuindo para o bom momento do mercado imobiliário brasileiro.

Por estatísticas provenientes de empresas de locação, os imóveis alugados para executivos e empresários, de médio ou grande porte, ficam em uso entre dois e três anos, sendo comuns apartamentos desde um dormitório até de quatro quartos, que se reflete nos aumentos apresentados nos últimos anos, deixando investidores do setor otimistas, já que, as locações situam-se na faixa entre R$ 3 mil e R$ 10 mil mensais, normalmente.

Especificamente em Minas Gerais, a forte chegada de empresas, estimuladas, em principal, pelos incentivos fiscais do governo, tem convivido com esta prática igualmente às outras grandes metrópoles. A região mais visada é a Centro-Sul e nesta, em especial, bairros como Lourdes, Sion, Funcionários, Mangabeiras, Buritis e o Belvedere, neste último, os aluguéis podem superar a R$ 10 mil reais, em especial tratando-se de casas.

Se em outras grandes capitais, como São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Brasília, o quadro segue a mesma linha da capital mineira, com crescimento expressivo e valores relativamente parecidos, com apenas variações pequenas, capitais que carecem de maior número de ofertas de locação de construções de alto nível acabam tendo seu mercado fortemente inflacionado, como o caso, por exemplo, de Manaus, que conta com a Zona Franca, e Salvador.

Um caso a parte é o Rio de Janeiro, que não apresentou aumentos nesta modalidade recentemente, devido à transferência de algumas das grandes empresas que antes eram sediadas na cidade, bem como do fluxo turístico, que já havia inflado essa modalidade de locação.

Este importante viés, não só pelos altos valores praticados, mas também pela alta rotatividade dos inquilinos, está ajudando a consolidar um padrão relativamente raro até anos atrás, o aluguel de imóveis de valor elevado, portanto, o setor imobiliário, que já conta com vários componentes para seu boom, possui mais um fator que incrementa ainda mais sua prosperidade.

 

 

Belo Horizonte
Rua Congonhas, 494 -Santo Antonio
CEP 30330-100 Telefone: (31)3281.4030
email: geral@precisaoconsultoria.com.br