Francisco Maia & Associados
   

Etiqueta em condomínios

Quem reside em condomínio certamente já presenciou a situação de um vizinho que está insatisfeito com alguma ou algumas posturas de outros moradores, e leva o assunto para ser debatido na reunião de condomínio, que sempre ocorre após um dia exaustivo de trabalho. A ausência do respeito ao espaço de cada um incomodou-lhe nas últimas semanas pelas mais diversas razões, e, ao contrário de tratar a reunião de forma clara e objetiva, o assunto fica restrito a amenidades, uma vez que alguns condôminos estão mais de meia hora atrasados.

A boa educação ou, de forma mais simples, o respeito ao ouro, é algo básico, mas por diversas vezes causa atritos e constrangimentos, o curioso é que às vezes nos esquecemos de que a educação começa em casa, ou, adequando a frase aos novos tempos, no seu prédio, ou mesmo no condomínio.

Voltando à nossa reunião de condomínio, este é um momento com boas chances de estreitar o relacionamento com os vizinhos, mas pode se tornar uma oportunidade de construir inimizades e desafetos, portanto, ao argumentar, seja direto e nunca deixe uma desavença pessoal sobrepor-se à ideia discutida, evitando discursos, pois eles apenas chatearão a todos. Mesmo por mais absurdas que sejam, sempre respeite as opiniões dos outros moradores, e caso o atrasado seja você, informe-se do que já foi discutido e nem cogite retomar tais temas.

Um assunto recorrente, e que sempre causa muita dor de cabeça, é quando o limite de altura de som é extrapolado, sendo assim, em festas, não abra mão da música, mas tente fazer com que o barulho não ultrapasse o recinto no qual a comemoração está sendo realizada, mesmo em se tratando de fins de semana, use o bom senso. Outro fator inconveniente são as furadeiras, marteladas e afins, ainda que utilizados em horário comercial. A situação merece mais cuidado se houver crianças pequenas, idosos ou pessoas com a saúde debilitada.

Animais são companheiros queridos, que muitas vezes tornam-se quase membros de sua família, mas não se esqueça que nem todos pensam assim. Pessoas que não gostam de bichos são comuns ou, ainda, que tem medo deles, por isso, cuidado ao transitar com animais, mesmo que adestrado pelas dependências comuns aos moradores, que deve ser feito preferencialmente pelos elevadores de serviço e usada a saída pela garagem, não podendo esquecer que a higiene impecável do seu companheiro é questão primordial.

O assunto pode ser estendido por muitos parágrafos, mas se ornaria simples repetição, afinal, todos se baseiam no princípio de respeito aos outros. Limites das vagas de garagem respeitadas, bitucas de cigarros evitadas, cumprimentar outros moradores e funcionários, não deixar latas e restos de comida em áreas de lazer. Não se omita diante das responsabilidades, lembrando sempre de que máxima de que sua casa é o espelho de seu mundo.

 

Belo Horizonte
Rua Congonhas, 494 -Santo Antonio
CEP 30330-100 Telefone: (31)3281.4030
email: geral@precisaoconsultoria.com.br